BODYBOARD FOR GIRLS

Boogie Chicks

 

Bodyboard

Para muitos atletas de bodyboard, é muito complicado definir a sensação que a prática deste desporto lhes pode trazer.

Mas uma coisa garantem: para quem gosta do ar livre, do mar, das ondas, do sal, do sol, da chuva, do calor, do frio e para quem realmente tem pica, este é, sem dúvida, um desporto de eleição.

A aproximação que se poderá ter com o mar ao praticar bodyboard é uma coisa fora de série!

História Bodyboard mundial e em Portugal

O Bodyboard apareceu no Hawaii em 1971.

Tom Morey

O seu criador foi Tom Morey que criou também a primeira prancha, a Morey Boogie. Ele é tão importante para o desporto, que até hoje existem pessoas que chamam ao bodyboard, morey boogie.

Morey Boogey

Evidentemente que Tom Morey não é responsável pela invenção desta arte, desporto, ou estilo de deslizar pelas ondas deitado sobre pequenas pranchas.

Existem relatos datados do século XV que falam de polinésios a surfar deitados.

Essas pequenas tábuas rudimentares eram consideradas as pranchas do povo, já que apenas à realeza era permitido surfar em pé.

Esta tradição conferia realmente ao surf o status do desporto dos reis mas, por outro lado, comprova que há mais de quinhentos anos que o bodyboard é a maneira mais divertida de aproveitar uma onda.

Durante muito tempo, Tom Morey tentou imaginar uma prancha que pudesse ser surfada de uma maneira diferente da habitual. O resultado foi melhor do que o esperado: é que, pela primeira vez, ele pode sentir a onda através da prancha.

No dia 9 de Julho de 1971, o Bodyboard apareceu oficialmente pela mão de Tom Morey. Depois de ter introduzido várias inovações em pranchas de surf e de ter apresentado previsões futuristas sobre pranchas em várias revistas da especialidade, desenhou algo totalmente diferente: a primeira prancha de Bodyboard.

Estas pranchas tiveram de imediato um número de vendas estrondoso nos EUA e rapidamente se espalharam pelo Mundo.

Tom Morey

Tom Morey deu um contributo importante para o desenvolvimento dos desportos aquáticos, criando uma nova modalidade.

Coube-lhe o mérito de transformar uma brincadeira de praia num desporto ultra-radical com centenas de milhares de praticantes por todo o mundo e uma indústria que movimenta muito dinheiro em equipamentos, campeonatos, media, etc.

Em Portugal

O Bodyboard é considerado a modalidade mais recente e com maior explosão de praticantes no mundo inteiro. Os primeiros praticantes de Bodyboard em Portugal surgiram em 1980. Hoje em dia, esta é uma das mais desenvolvidas modalidades radicais de mar.

Visto ser uma modalidade ainda recente, o Bodyboard tem milhares de praticantes com média de idades oscilando entre os 12 e os 25 anos.

Trata-se de uma modalidade inserida na Federação Portuguesa de Surf e que regista já várias centenas de praticantes federados e todos os anos realiza campeonatos nacionais e internacionais para os vários escalões.

Na Europa, Portugal é o país com mais nível e melhores resultados obtidos até à data e conta já com dois campeões mundiais e um vencedor do WQT e vários campeões europeus. Aliás, Portugal a seguir ao Brasil e Japão é o 3º país do mundo com mais praticantes femininas.

Foi também pelos feitos de Dora Gomes (Campeã Mundial (ISA) e Europeia), condecorada pelo Presidente da República e membro do Conselho Superior de Desporto, que o Bodyboard se expressou como modalidade. Dora Gomes deu um grande contributo ao Bodyboard Português, nomeadamente ao feminino e ao Boogie Chicks, que agora querem seguir os seus passos.